h1

Massa e aliche

setembro 5, 2007

Lembrei desta receita por causa de um post que li num blog que adoro… 

Eu acho que muitos de vcs já devem ter comido esse prato, uma massa com aliche e alho-poró que faço, já que é figurinha repetida lá em casa… Eu recordo, inclusive, de uma noite em que Berna, Ceo e Marquinhos estavam lá em casa e a massa veio à mesa.

Eu e Tiago inventamos a receita faz uns anos e a invenção decorreu daquele vazio na geladeira aliado à imaginação fértil que a fome cria!

A escassez de ingredientes era grande… Todavia, entre os poucos itens de comida e as muitas garrafas da geladeira, havia um potinho de aliche, potinho este, salvo engano, que alguém – acho que Berna – tinha levado para uma farrinha mas que acabou sobrando.

Daí, a gente catou e cortou MUITO (mesmo) alho-poró, bem fininho, em rodelinhas,  e colocou p/ refogar no azeite quente, que também era uma porção generosa. Tem que ter paciência e deixar, mas sem queimar ou ficar amarelado demais.

Quando começou a dourar, jogamos o aliche, meio desfiado grosseiramente mesmo. Para variar, eu não lembro a  quantidade exata do aliche, mas eu acho que uma boa medida é um potinho de vidro (igual aos de patê sadia) para um pacote de penne. Tudo vai depender do quanto se gosta de aliche… mas se passar da conta, não rola nem para quem adora!  Sinceramente, esta medida varia cada vez que a gente faz, que, segundo Tiago, já cansou😦

Depois de jogar o aliche, seguido de uma refogada básica de alguns minutos, jogamos uma garrafinha de creme de leite fresco, deixamos ferver e pronto,  jogamos no macarrão, que era 1 pacote de penne inteiro!

Noutra vez que fizemos, eu lembro que colocamos algum tipo de castanha ou eram nozes e também ficou legal, mas eu prefiro a receita original.

Enfim, o tal blog que adoro é o de Marcelo Katsuki, da folhaonline, http://marcelokatsuki.folha.blog.uol.com.br/ .

Hoje, ele escreveu por lá um post ótimo, intitulado “massa na madrugada”, que tomo a liberdade de copiar aqui no p.s. abaixo.

Sandra

PS.

Massa na madrugada

Tenho o hábito de voltar da balada e preparar algo para dar aquela aquecida no estômago antes de me jogar na cama. Sei que é péssimo, mas nessa hora dificilmente me lembro de dietas, ‘carbos’ ou daquela fruta perdida no fundo da geladeira. Invariavelmente faço uma massa e a receita recorrente é um espaguete ao sugo ou só com azeite mesmo (e um pouco de pimenta caiena para dar aquela barbarizada no estômago, hehe).

Pois nessa semana resolvi improvisar (o que não é a criatividade na vida de uma pessoa, minha gente?). Ganhei do chef Carlos alguns sachês de aliche Ubatuba, em porções individuais de 30 gramas e adorei. Fiz meu espaguete ao sugo acrescido de aliche e o resultado foi surpreendente, quase uma alichela, hehe! Quer provar?

Espaguete com aliche

– Frite um alho picado em 2 colheres de sopa de azeite
– Junte um sachê de 30g de aliche
– Bata no processador ou pique 200g de tomate (usei cereja, com pele e semente!) e adicione ao molho
– Tempere com sal, pimenta, salsinha picada e algumas azeitonas pretas (opcional)
– Prepare 1 porção de massa al dente e finalize o cozimento no molho rapidamente
– Um fio de azeite pode completar o prato, mas na madrugada vale tudo e eu caprichei no parmesão (uih)! Bons sonhos!!!

One comment

  1. Ontem a noite, antes de ir para a casa de Fernando, Sandra fez essa receita novamente, e ficou muito gostosa.
    Terminei jantando de novo, tinha comido ovo e queijo com bolacha, antes dela chegar em casa.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: