Archive for junho \29\UTC 2009

h1

A melhor Fritada de Camarão e Salsa

junho 29, 2009

Esta foi mais uma maravilhosa receita apresentada aos assinantes GNTPlus no programa Sandra – Cozinha Inteligente.

O programa foi gravado na Praia dos Carneiros, e apesar da audiência não ser das melhores (faltou o diretor, a escrava assistente, animadora de torcida entre outros), o prato ficou divino-maravilhoso-surpreendente-com gostinho de limão.

Segue abaixo a receita original, para duas pessoas:

06 ovos grandes

Sal e pimenta do reino moída na hora

01 punhado de folhas de salsa fresca picadas finamentes

Raspas da casca de 1 limão siciliano

Suco de 1⁄4 de limão

01 colher de sopa, cheia de queijo parmesão ralado na hora

180g de camarões graúdos frescos descascados

Azeite de oliva

01 bom pedaço de manteiga

1⁄2 pimenta vermelha (chili) seca esmigalhada
Pré aqueça o forno à temperatura de 220ºC. Em uma tigela, bata os ovos com uma pitada de sal e pimenta do reino, depois adicione a salsa, as raspas e o suco de limão, e o parmesão. Pique grosseiramente metade dos camarões, deixando o restante inteiro, e coloque tudo na tigela. Em uma panela pesada antiaderente refratária, esquente a manteiga com uma boa quantidade de azeite até que ele comece a espumar, depois adicione toda a mistura de ovos. Mova lentamente a colher ao redor do ovo batido por cerca de 1 minuto, em fogo médio, depois leve a panela ao forno. (Você encontra fritadas muito cozidas, mas eu prefiro deixá-las no forno por um período curto de tempo para que fique levemente corada por cima e o meio esteja cozido, mas não totalmente endurecido.) Cozinhe por 4 a 5 minutos, ou até que fique ligeiramente dourada – ela crescerá um pouco e ficará deliciosamente leve. Polvilhe a pimenta do reino e escorregue a fritada para uma travessa. Fica ótima servida com uma salada simples de rúcula, um bom pão e uma taça de vinho.

No programa fizemos a receira para 08 pessoas, com 16 ovos mais 2. Sim, desse jeito. Quando a mistura já estava pronta pra ir pra panela, Sandra, inteligentemente, numa olhada rápida, resolveu acrescentar mais 2 ovos. Acho que isso fez toda a diferença. Não fizemos salada de rúcula pra acompanhar, mas eu já repeti a receita aqui em casa e fica muito bom com a dita cuja. Com o vinho não precisa nem dizer…

Até o próximo programa!

Bjs, Ceó.

Anúncios
h1

CARNE DE SOL

junho 29, 2009

cd3 946Antes do são joão, passei uns dias na fazenda, um tempo into the sertão. Lá, acordava, me fartava no cuscuz, no queijo assado, na canjica e, para descansar, tomava todo dia um café preto deitada na rede, só apreciando a vista e o cheirinho da terra, terra ainda um pouco molhada do inverno de muitas chuvas deste ano.

Alguns dias, me levantei mais um pouco da rede ou da beira do açude, e me aventurei na cozinha e no fogão de lenha.

Numa tarde, eu e minha mãe encomendamos filés de boi na rua e, no dia seguinte, pegamos os bichos, pagando R$ 11 o quilo.

Na fazenda, minha mãe me ensinou a preparar a carne de sol. Primeiro, limpa o filé e faz uns cortes na carne, uns cortes meio inclinados e penetrando bem, mas sem atravessar a carne, mantendo o filé inteiro. Em seguida, passa sal fino na carne, colocando também por dentro dos cortes, apertando bem o sal por toda a carne. Finalmente, enrola a carne num pano de prato seco e coloca na geladeira (antigamente, por óbvio, esta parte não existia, mas, hoje em dia, nos valemos da tecnologia). A carne ficou lá enroladinha, com o sal penetrando bem, e, em 3 dias, ficou pronta, mas ainda não comi, trouxe para cá e vou assar qualquer dias destes, aguardem!

beijos

Sandra

h1

Saladosa

junho 25, 2009

Tatty deu a ideia de fazermos um jantar na casa (nova!) de Daniela e eu fiquei responsável pela salada que acompanhou o risoto de fungui que as elas duas fizeram, e que tava ótimo, vale ressaltar.

Para folhosa, coloquei rúcula, alface roxa e  também da americana, várias uvas roxas, todas cortadas no meio e com as sementes devidamente retiradas, castanhas do pará trituradas e um tanto de ricota ralada.

Fiz dois molhos, mas um deles ficou bem melhor, que foi o com mel de abelha, azeite,  mostarda dijon granulada e umas bolinhas de pimenta rosa. O outro era com iogurte e um tanto da mesma mostarda. Eles foram servidos separadamente.

Antes de ir para casa de Daniela, resolvi ainda fazer uns croutons para salada. Peguei um pão de linhaça que tinha comprado no Pão de Açúcar, que, aliás, está com uma sessão ótima de pães integrais, e cortei em cubinhos. Num pilão, amassei várias folhas de hortelã, azeite, pimenta do reino e sal. Depois, coloquei manteiga numa assadeira, derreti,  misturei o pesto de hortelã, tudo no fogo alto, e coloquei os pedacinhos de pão, mexi pra  lá e pra cá, para eles ficarem bem lambuzados e, na sequência, coloquei do fogo para o forno, que já estava quente. Quando os pedacinhos estavam crocantes, desliguei o forno e, na hora em que a salada foi servida, salpiquei os croutons por cima.  

Beijos

Sandra

h1

Entrecote

junho 15, 2009

Depois de um tempo sem escrever , voltei, pois tive uma surpresa e tanto ontem.

Depois de uma maratona q começou na quarta-feira, com o jogo do Brasil, continuou na quinta com “reunião” no Copo-Sujo depois jantar na casa de Guto, ainda teve sexta na casa de Dani e no sabadão no Casa da Moeda. Tava nesse domingo, moído e acabado de ressaca, ficamos em casa pra ver uns filmes e fazer um rango.

Tatty foi no supermercado pra comprar os ingredientes e descobriu por lá esse corte de carne bovina, o “Entrecote”, trouxe pra casa afim de acompanhar com aquele famoso macarrão com queijo branco, manjericão, tomates cereja e bastante (bastante mesmo) azeite.

Ela fez a massa e eu fiquei com a carne. Fiz uma mistura de temperos, amassando com o sal grosso, junto com suco de 1 laranja, um pouco de vinagre de arroz e azeite. Misturei à carne e fomos ver o primeiro filme, “Appaloosa”, depois fizemos o rango com eu ligado na rodada do brasileirão…

De inicio eu ia fazer a carne de forno, mas dei uma pesquisada na net q dizia…

“…O entrecôte ou noix d’entrecôte é a mais francesa das carnes bovinas.

O entrecôte é a continuação natural do contrafilé e é reconhecida na maior parte do mundo como a mais suculenta das carnes.”

Ela é chamada também de Bife-Ancho (Bolo, até procurei poraqui se tu já num tinha postado alguma coisa sobre o assunto, pois se não me engano já ouvi tu falando desse Bife).

E com essa informação, resolvi mudar o processo e fazer ela na frigideira apenas dando aquela selada e mantendo a suculencia interior da carne, e digo q foi uma ótima atitude, pois a carne ficou uma delícia, acompanhada do macarrão e purê de batatas, também, todos uma delícia.

Ah, me esqueci, antes de temperar cortei a peça em 3, com bifes de mais ou menos um dedo e meio de largura. Realmente a carne é muito suculenta e macia, inclusive funcionando muito bem, desde mal passada até o ponto e bem passada, sem perder a maciez. Só num pode esturricar, mas isso nenhuma carne pode…

Sim! E depois vimos o outro filme, “Sete Vidas”, recomendo…

Abraços, Berna

h1

SANDUBAS

junho 8, 2009

Navegando na interneta um dia desses, encontrei umas receitas de sanduíches, todos supostamente lights….
Amo sanduíches e resolvi replicar as receitas aqui para outros amantes do bom pão com queijo, carne, presunto, manteiga e açúcar, ovo (o velho “povo”), e por aí vai:

 
Rosbife e raiz-forte
Prepare com 1 colher (sopa) de maionese, 1 colher (sopa) de raiz-forte preparada, 115 g de rosbife, peito de peru, peito de frango ou presunto magro e duas fatias de 30 g de pão integral.

Atum
Prepare o sanduíche com 115 g de atum em lata (light) escorrido misturado a 1 colher (sopa) de maionese e 1 colher (sopa) de suco de limão. Adicione 30 g de aipo (salsão) ralado, 40 g de cebola picada e 1 colher (sopa) de ervas. Sirva em duas fatias de 30 g de pão de centeio.

Ovo com salada
Para comer um sanduíche de ovo com salada saudável, misture 1 ovo cozido picado, 2 gemas cozidas picadas, 1 colher (sopa) de maionese, 25 g de aipo (salsão) picado e 1 colher (sopa) de salsa picada. Passe a mistura em duas fatias de 30 g de pão integral.

Queijo roquefort e nozes
Este recheio sofisticado pode ser consumido, desde que não se exagere na quantidade. Misture 1 colher (sopa) de leite desnatado com 30 g de queijo roquefort. Espalhe em duas fatias de 30 g de pão integral e adicione 1 colher (sopa) de nozes picadas e 1/2 maçã fatiada.

Sanduíche de camarão
Pique 115 g de camarões limpos e cozidos junto com 30 g de aipo (salsão). Misture com 1 colher (sopa) de maionese e 1 colher (sopa) de suco de limão. Passe em duas fatias de 30 g de pão de centeio.

Beijos
Sandra