Posts Tagged ‘músculo’

h1

hamburger na brasa

janeiro 9, 2009

img_5761

(Ricardo Melo)

Quando montávamos o menu pra nossa temporada de Carneiros,  Ana sugeriu que, numa noite, fizessemos um churrasco de hamburger, just lik the gringos! A sugestão foi imediatamente aceita!

Fui ao supermercado disposta a comprar 2kg  de fraldinha moída para os hamburgers, mas o açougueiro do Pão-de-Açúcar sugeriu que eu levasse um músculo de primeira que ele havia acabado de receber. Sugestão dada e aceita, comprei o músculo, que estava, de fato, bem bonito.

A carne ficou lá no congelador de carneiros esperando a noite definida, quando nós, da casa do almoço, levamos nossa cestinha noturna de mantimentos para o jantar na casa dos gama, chaves, stabile, viegas, enfim,  todos da bolotur!

Eram 2kg de carne e, num recipiente, misturei com as mãos a carne com salsinha e cebolinho picados, pimenta do reino, 1 pacote e meio de sopa de cebola, além de um tanto de molho de soja.  Lula acendeu o fogo. Fiz hamburgeres pequenos e os assei na churrasqueira, fraternalmente dividida com as lagostas de Tati.

Havíamos comprado vááááários pães de Hamburger em tamandaré, 5 só pra Lúcio! Os hamburgers foram saindo aos poucos e todos adoraram! Estavam realmente muito bons! A noite terminou aos embalos de Amy, com todos felizes e fartos.

beijos

Sandra

Anúncios
h1

muito amor e cuscuz

agosto 23, 2007

bodega.jpg

Ele.

Porque o amor tem um gostinho árabe e é simples e baratinho:
1 pacotinho de fubá de milho. cuscuz. Eu recomendo milharina. 1 cebola, 2 tomates, 1 pimentão vermelho e 1 amarelo, 1 bom maço de agrião. Alho, coentro e cebolinha. Eu escolho como se fosse ter que comer ali, na hora. Vai precisar também de louro, sal, de preferência grosso, páprica picante , manteiga e azeite- não economize nisso.Músculo de boi. 1 bandejinha daquelas do supermercado, já limpo e cortado.

Abra uma cachaça. A cachaça é fundamental. Costumo tomar as mineiras, de salinas preferencialmente. 1 só copinho. O amor divide.

Na panela de pressão: a manteiga, o azeite, o louro, a cebola cortada em pedaços grandes e o alho. Deixa dourar e põe o músculo, a páprica e o sal. Refogue um pouco, jogue cachaça e deixe reduzir. Sobre tudo arrume o tomate cortado grosseiramente, o cheiro verde picado do mesmo modo e o maço de agrião. Feche a panela. Vai cozinhar em fogo baixo coisa de 1 hora.

Até aqui a tia do boteco ensina, agora que é a mágica. Já fez cuscuz? O segredo é acertar na mosca uma alternância entre molhar o cuscuz na medida certa, descansar o cuscuz, entre uma molhada e outra, o tempo certo, e dar o número certo de molhadas.

Simplesmente: jogue mais ou menos 1 xícara do fubá num recipiente bem côncavo e acrescente umas duas ou três pitadas de sal. Vá molhando aos pouquinhos e misturando com os dedos delicadamente. Não deixe encharcar. Eu abro a torneira bem pouquinho e vou misturando debaixo dela até sentir que o cuscuz está todo molhado mas ainda não virou pasta. Deixe descansar um pouco, sei lá uns quinze minutos, ele vai ficar mais fofo e maior. Solte com os dedos e repita a operação. Cuscuz exige delicadeza.

Ponha na cuscuzeira o mais soltinho que puder e cozinhe em fogo brando até que o cheiro invada todo o lar. Quem não tem cuscuzeira põe o cuscuz num prato fundo, cobre com um pano de prato grande, vira de cabeça pra baixo e amarra. Acha uma panela em que isso encaixe feito uma tampa. Cuscuz pra baixo. Põe um pouco de água na panela e fogo baixo até que o cheiro etc…

Já viu olhinho brilhar?

Vai pra mesa o músculo sobre o cuscuz. Mas isso logo perde a importância como no amor.

Ela.

m.