Posts Tagged ‘Doce’

h1

Doce de Leite

agosto 20, 2008

Essa receita foi colocada por Sandra como comentário, respondendo uma de nossas leitoras. Transformei em post para ser melhor visualizado. Segue abaixo na íntegra.

Bom proveito.

Bolo

“Vanessa,
Eu nunca fiz doce de leite caseiro….sei que minha mae faz mas nao consegui pegar a receita com ela…
Vi no blog nocalordofogao uma receita que é assim:
Ingredientes:

1 litro de leite tipo A (integral, bem gordo)
220g de açúcar
1/2 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

Modo de preparo:
Leve todos os ingredientes ao fogo em uma panela média, de fundo grosso. A escolha desse tipo de panela tem dois motivos: primeiro, o leite ferve e sobe durante o processo. E você não quer sujar o fogão, quer? Segundo, panela de fundo fino esquenta rápido demais – você corre o risco de queimar o doce antes que ele fique pronto.

Misture bem os ingredientes com uma colher de pau – a minha tinha um furo no meio, o que ajudou muito, pois evitou que o doce formasse espuma (leite gordo espuma bastante). Tudo bem misturadinho? Pois é agora que o exercício de fé começa. Vá mexendo sempre até dar o ponto desejado (é bom lembrar que o doce engrossa um pouco depois que esfria).

Depois é só esperar esfriar um pouco e saborear! Espere esfriar, senão você se queima que nem a esganada aqui. Rende pouco – dois potes pequenos.

Ah, se quiser um gostinho argentino, faça como a Laila e acrescente uma favinha de baunilha no preparo, ou um pouquinho de essência de baunilha ou de açúcar vanille!

No terra.com.br, achei a receita de doce de leite argentino e, pelo visto, a diferenca é mesmo a baunilha
http://culinaria.terra.com.br/receita/0,34950,OI4788-EI36,00.html

Sandra”

Anúncios
h1

Como é o seu brigadeiro?!?

agosto 14, 2008

                    Faz algum tempo, nao sei exatamente quanto, que sempre dou uma inovada na receita original de brigadeiro e acrescento um tanto de nutela além dos ingredientes basicos e tradicionais deste DOCE genuinamente brasileiro!

 Nao lembro mesmo como e onde aprendi isto, mas sei que incorporei totalmente. Já fiz lá em Carneiros, já levei para o aniversário de 30 anos de Paula, naquela memorável festa a fantasia, fiz também para uma festa de aniversário de Larissa e por aí vai… Aliás, ando devendo uns a Ana Rita, estagiária lá do trabalho… Ui!

Não tem mistério: uma lata de leite condensado, uma colherada das de sopa de manteiga, chocolate em pó e nescau a gosto – eu costumo colocar um tanto de cada e a medida é pelo olho mesmo, de acordo com a cor – e umas 3 boas colheradas das de sopa de creme nutela.

Mistura tudo, liga o fogo e segue mexendo ate chegar ao ponto normal de brigadeiro, que, como todos sabem, é quando solta do fundo da panela.

Quando é para comer de colher, deixo o ponto um pouco mais mole…. Aliás,  para comer assim, servindo numa festa, fica massa colocar em copinhos pequenos e transparentes totalmente coberto com bolinhas daquelas prateadas, que dão um brilho!

E aí, QUEM TEM OUTRAS DICAS PARA VARIAR ou PARA ACERTAR O PONTO DO VELHO E BOM BRIGADEIRO?????????????????????????

Gisela tem! Ela me disse que costuma acrescentar um tanto de mel karo aos ingredientes da receita original  e consegue um ponto de brigadeiro no estilo puxa-puxa.

No mais, para saciar minha curiosidade despertada enquanto escrevia este post, pesquisei na interneta – na WIKIPÉDIA e noutros sites -, e descobri que a origem do brigadeiro não faz jus ao seu sucesso e gostosura…. Todas as explicações remetem ao udenista Brigadeiro Eduardo Gomes, embora as versões sejam distintas, envolvendo até a (hilária e suposta) perda de testículos do milico-político. Vejam só:

1. “é um doce doce brasileiro, criando provavelmente na década de 1940, comum em todo o país e normalmente presente nas festas de aniversário, junto com o cajuzinho e beijinho. O nome do doce é uma homenagem ao brigadeiro Eduardo Gomes . Nos anos de 1946 e 1950, o militar candidatou-se à presidente da República pela UDN. Pelo físico avantajado e boa aparência, o candidato conquistou um grupo de fãs do Pacaembu, bairro de São Paulo, que organizaram festas para promover a sua candidatura. Conta a história, que numa destas ocasiões, criaram o doce a que deram o nome de brigadeiro. Apesar do apoio recebido, a eleição foi ganha pelo então general Eurico Gaspar Dutra.

2. Brigadeiro é um doce criado no Brasil logo depois da Segunda Guerra Mundial, chamado no Rio Grande do Sul de negrinho. Na época, dada a dificuldade em se obterem leite fresco, ovos, amêndoas e açúcar para os doces, surgiu a idéia de misturar leite condensado e chocolate. O nome foi uma homenagem ao brigadeiro Eduardo Gomes, político e candidato à presidência da República.

3. Gostaria de complementar acrescentando que costuma-se relacionar o nome da guloseima ao brigadeiro Eduardo Gomes (1896-1981), candidato duas vezes à presidência da República e patrono da Aeronáutica, através de duas versões:
a) A primeira diz que o doce foi criado por uma senhora mineira, durante a primeira campanha do candidato à presidência, pela conservadora UDN, logo após a queda de Getúlio Vargas. Ela teria oferecido a guloseima ao candidato e depois vendia ‘os docinhos preferidos do brigadeiro’ para conseguir recursos para a campanha.
b) De acordo com a outra versão, o nome não foi uma homenagem e sim uma associação com um problema físico do brigadeiro. Durante o levante dos Dezoito do Forte contra o governo, em 1922, ele saiu gravemente ferido, tendo perdido os testículos, segundo se comenta em círculos da Aeronáutica. Quando se candidatou à presidência, logo após a Segunda Guerra, o Brasil atravessava uma crise séria de desabastecimento, faltando vários produtos na praça, inclusive ovos. Foi aí que alguém resolveu juntar leite condensado e chocolate em pó, criando um doce que não tem ovos. Essa teria sido a associação com o militar, razão do nome ‘brigadeiro’.

Bjs

SANDRA

ps. SIM, eu ainda estou de dieta!

h1

Bolo tipo brownie de chocolate

abril 28, 2008

Estou colocando a receita original (copiada de uma embalagem de chocolate) e colocando as modificações que fiz no almoço aqui em casa no dia 21/04/2008 XD.

  • 2 barras de chocolate meio amargo picado (340g)
  • 110g de margarina (9 colheres de sopa)
  • 1colher de chá de essencia de baunilha (não coloquei, até tinha em casa, mas me esqueci)
  • 3 ovos
  • 1 xícara de chá de açúcar
  • 1e1/2 xícara de farinha de trigo
  • 1 colher de café de sal
  • 1 xícara de chá de nozes picadas (não coloquei)

Modo de preparo:

Derreta em banho maria o chocolate e a margarina, adicione a baunilha, bata os ovos com o açúcar( na receita manda bater na batedeira até obter uma mistura fofa, eu não tenho batedeira bati uns 5 minutos a mão), acrescente o choclate derretido, a farinha de trigo e o sal misture e coloque as nozes ( eu não usei nozes, parti grosseiramente um chocolate talento com castanha do Pará e joguei por cima da massa).

Assadeira untada e enfarinhada 30 minutos no forno médio p/ baixo.

com ♥ Tatty

h1

Farofa de Broa

agosto 11, 2007

Pra variar não escrevi a demorei pra entrar no Blog. Daí vou tentar repetir o q usei naquela última lá em casa, beleza?

Duas Bandejas de broa, daquelas já pesadas na padaria.

Dois potes de bacon picado, q já vende pronto de alguma marca aí…

Manteiga, não me lembro quanto mais acho q era uma colher de sopa.

Queijo ralado

Lá vai:

As broas geralmente vêm com aquela cereja murcha em cima, acho melhor tirar antes de colocar no forno. Coloca na assadeira e dentro do forno médio, acho…

Enquanto dá uma tostada nas broas, coloca o bacon picado numa frigideira bem quente, deixa ficar crocante e reserva junto com a gordura.

Vai monitorando as broas até elas quase queimarem, já com aquela casca tostada. Depois deixa esfriar um pouco e começa a quebrar elas e logo depois tritura no liquidificador. Acho q pode tentar umas ervas junto, tipo hortelã, se for colocar acho q esse é o momento.

Dá uma esquentada no bacon, ou não se o fogão tiver funcionado corretamente e tostado as broas enquanto você frita o bacon.

Na real a manteiga é só uma precaução pra se a gordura do bacon não der pra quantidade de broa e ela não ficar homogenea, igualmente úmido.

Dessa última vez no fim de tudo, achei q tava muito doce, daí coloquei uma quantidade de queijo ralado pro grau final…

Pronto. Daí é só acompanhar com aquela carne show, tipo uma picanha de forno ou aquele bode guizado graxento com cuminho até umas horas…

O Blog taí pragente trocar umas idéias, no caso de alguem fazer a receita em casa e sair algo diferente q ficou legal, manda o comentário.

Valeu, abraços, Berna