Posts Tagged ‘Fácil’

h1

Sanduíche de Microondas

maio 12, 2008

Categoria: Lanche

Dificuldade: Facílimo

Tempo de Preparo: VaptVupt

Ocasiões: Fim de noite, madrugada, quando a fome bater…

Ingredientes: Basicamente, você pode inventar o seu com o que tiver na geladeira.

Esse da foto eu usei três fatias de pão de forma sem casca, requeijão, três fatias de presunto, queijo estepe ralado grosso, cebola fatiada, orégano e azeite. Neste eu não usei mas costumo fritar bacon em tirinhas pequenas e colocar por cima.

Modo de Preparo: Pega uma fatia de pão, passa requeijão, coloca uma fatia de presunto em cima, e depois o queijo ralado. Coloca outra fatia de pão em cima e repete. Depois mais um pão, requeijão, presunto e queijo. Por cima a cebola fatiada (como na pizza de calabreza) e óregano. Coloca no microondas pra derreter o queijo. É o tempo de encher um copão de gelo, abrir a garrafa de coca-cola e tá pronto. O pão fica molinho encharcado de requeijão. Quando tirar do microondas finalizar com azeite.

Eu faço essa receita desde adolescente. É fácil e um lanche gostoso. E pode ter infinitas variações… pode ser mais light ou mais gordo… mais popular ou mais gastronômico… depende da sua criatividade. Só acho que um queijo cremoso é importante pra impregnar no pão.

Beijos, boa larica. Ceó Pontual

Anúncios
h1

MOUSSE DE LIMÃO

abril 24, 2008

Esta receita é tão fácil, tão fácil, tããão fácil, que chega dá gosto! Eu comi a primeira vez na casa de Trude, Tia Trude de Tiago, que, aliás, se garante como poucos nacozinha!

Depois que comi lá, já fiz lá em Carneiros, num dia em que o prato principal foi paella e, na entrada, alguns frutos com muita sangria, e também fiz a mousse dobrada, além de um cheesecake que deu uma queimadinha mas mesmo assim não foi perdoado pelos convivas, para levar para a BRAVE que foi o aniversário de Paula, no último sábado. Aliás, festinha show de bola, hein?!!

Vale ressaltar que, desta última vez, na hora de servir, esqueci de esfarelar biscoito maria por cima da mousse já pronta, que é um detalhe que Trude faz e fica ótimo! O pior de tudo é que eu tinha levado o biscoito maria p/ a BRAVE…, no entanto, porém, todavia, contudo, na hora que a mousse foi para uma das ilhas (rsrs), eu nem me lembrava mais da maria empacotada na minha bolsa! KKKKKKKKKKKKKK

Well, p/ fazer, coloca no liquidificador 1 lata de creme de leite sem soro, outra de leite condensado e o suco de 2 limões, bate bemmmmmmm muito, leva p/ geladeira até endurecer, ou melhor, até ficar na consistência de mousse e pronto: tá pronta a mousse! Sim: não esquecer de esfarelar Maria por cima!

Beijos

Sandra

 

PS. No novo endereço do frasesilustradas – http://frasesilustradas.blogueisso.com/ – tem uma ilustração de limão que eu adorei. Na verdade, não tem muito a ver com esta receita, aliás, esta receita infirma a frase e o desenho, já que é docinha e deliciosa, mas mesmo assim, copiei aí no fim mais esta maravilha do nosso super CO:

 

 

 

 

h1

MOUSSE DE PALMITO

abril 14, 2008

Esta receita deveria ter sido postada por Dona Gisela, que prometera, prometera, prometera…..

Mas como tem gente precisando e pedindo, resolvi eu mesma postar, só que em poucas linhas pois não tô com muito tempo… 😛

Quem esteve lá em casa na última vez que Duina aterisou no Recife, provou e, pelo que lembro, aprovou! É uma delícia, super refrescante, vai bem com umas folhas e até com uns damasco tb.

 2 vidros de palmito (comprei daquele já picado mesmo…)

2 envelopes de gelatina incolor

2 xícaras de leite

1 colher sopa mostarda (usei uma bem forte)

2 xícares de creme de leite fresco

sal

pimenta do reino branca

meia xícara de maionese

O modo de fazer é simples: escorra o palmito e reserve ¼ de xíc. do líquido e corte em pedaços (se tiver comprado do inteiro…). Ponha o líquido reservado num refratario pequeno e povilhe a gelatina por cima. Deixe descansar por 5 minutos, leve ao fogo em banho maria mexendo até dissolver a gelatina e reserve.

Depois, coloque o leite, palmito, mostarda, gelatina e o creme de leite no liquidificador e bata BEM. Acrescente o sal, pimenta e, ao final, a maionese, e bata novamente.

Unte a forma com azeite. Eu usei uma forma redonda, de torta, sem buraco no meio, mas isto  – o buraco – é opcional. Transfira a mistura p/ forma, cubra com papel filme e leve a geladeira por 4 horas. Desenforme, arrume com umas folhas  e sirva geladinho!

Para umas 7, 8 pessoas, basta fazer meia receita.

Bjs

Sandra

 

 

h1

Meio Kg de Bacalha pra 10…

abril 7, 2008

Demorei mas tamos aí…

Nessa Semana Santa passada fomos para Tabatinga/Jacumã, próximo à praia famosa pelo naturismo Tambaba. Estivemos juntos por quatro dias num encontro bem família, com as crianças arengando e fazendo uma zuada dos infernos… eu tava numas de ficar na rede todos os quatro dias sem sair nem um minuto, infelizmente Daniela foi na mesma intenção e já viu, foi um tal de revesamento pela bodeada clássica com o visual “pé e mar”…

Bom, como não deu pra ficar quarando na rede já arrumei um cantinho (bote cantinho nisso!) na cozinha e passei um bom tempo por lá, massa a cozinha americana de Gaspar com janela pro terraço e plá…

Ainda, antes da receita vale salientar q pra o cardápio da semana santa agente se garantiu e levou (anotaí): costela de bode, maminha, linguiças, asinha de frango e muita, muita carne pra chambaril (osso buco pro sul/sudeste maravilha…) digaí, Semana Santa rochedo… Laura q zela pela tradição levou sua bandeijinha de 500 g de bacalhau, coisa q devíamos todos ter feito, ou não… E num foi q, derrepente, mesmo com a quantidade de boi fatiado do cardápio, entramos em acordo q deveríamos comer o peixe salgado na Sexta-Feira Santa. Mas eram dez adultos e ainda tinha as pirráias?!? 500 g de bacalhau?!? Putz…

Daí q entra a Mão Santa (por favor sem comparação com o representante no senado) do mestre cuca somada ao milagre da multiplicação, vamos lá:

ingrdientes:

500g de bacalhau (de novo!?!)

Batata até encher a assadeira

Cebola até encher a assadeira

Tomate, menos q as batatas e as cebolas, pras brechas

8 ovos

Muito azeite

E um queijo-coalho q parecia queijo-minas e de vez em qdo queijo-prato

Preparo:

Coloquei o Bacalhau de manhã na água pra amolecer, Juninho (ou Paulinho, ou Juquinha…como queiram), Acessor de Gaspar pra Assuntos de Estrutura Praial, desfiou, tirou a pele e as espinhas (PQP!!! num é mais meio quilo!!!)

Qdo a rapasiada saiu pra comprar mais cerma e água, entrei em ação. Tirei o peixe da água e coloquei noutra panela com água pra ferver, ficando lá por uns 10 minutos,

Nesse entremeio cortei as batatas e as cebolas em rodelas, a medida q usei foi a assadeira q mais tarde ia ser a base pra gratinar,

com uma escumadeira tirei o peixe e reservei, coloquei as batatas e as cebolas nessa mesma panela aproveitando a água com o sal do peixe pra pegar o gosto.

Deixei por uns 15 a 20 min, qdo a batata tava al dente e a cebola começando a ficar transparente desliguei o fogo, escorri a água e depejei na assadeira q estava untada com bastante azeite

Desfiei mais ainda o peixe e coloquei na assadeira

Os tomates cortei em oito pedaços grandes e coloquei na assadeira também

Reguei com mais azeite e misturei tudo uniformemente

Acrescentei os ovos na mistura e misturei mais ainda

Por fim cortei o queijo e distribui por cima da assadeira e mandei pro forno

Independente de estar tudo cozido, a assadeira ainda ficou um bom tempo no forno até o queijo gratinar (acho q uns 40 min, num me lembro)

Depois servimos com um arroz branco e todo mundo se fartou, sobrando elogios pro milagre. Até a Áima elogiou! Meio de canto de boca mastigando arroz, mas elogiou…

Valeu, minha gente, Berna

PS: Essa demora da gratinada é o segredo do Chef, todo mundo com fome, pode botar polenta com sushi de ouriço q tudo vai ficar uma maravilha…