Posts Tagged ‘Manjericão’

h1

Caipiroska de Maracujá com Manjericão

janeiro 9, 2009

Comentário transformado em post pelo Nacozinha.maracuja

 

A receita da caipiroska de maracujá com manjericão é super simples.

Basta amassar suavemente a polpa de maracujá, o acúcar e as folhas de manjericão.

Em seguida, acrescentar o gelo e a vodka e bater tudo muito bem em uma coqueteleira, para que todos os ingredientes se misturem.

E, voilá!! agora é só servir em um copo short drink e aproveitar.

Janaína

Anúncios
h1

SANDUBA

novembro 1, 2008

 

Faz uns dias, comi um sanduíche delicioso na casa de uma amiga minha do trabalho. Hoje, na hora do almoço, me lembrei de pedir a receita para postar aqui no nacozinha. Ela me disse que aprendeu com uma amiga dela de SP, que disse ser um sanduba servido num restaurante de lá, cujo nome, todavia, ela não recordava.

Well, ela usa 1 pão ciabatta inteiro, dá uma levíssima/rapidíssima esquentadinha no forno, coloca fatias finas de queijo mozarela (era da normal, mas eu acredito que também deve ficar bom com a de búfala) e umas de tomate, sem semente, também finas. Para o molho, faz-se um falso pesto, batendo no liquidificador folhas de manjericão com um pouco de um bom azeite, sal e pimenta-do-reino. Espalha pelo pão, por cima do recheio e parte para o gran finale: A MORDIDA!

Ficou EXTRA!

Beijos e abraços apertados,

Sandra

 

Em tempo, enquanto postava esta receita, descobri que o ciabatta é um pão de origem italiana e tem este nome por se parecer com um sapato velho, uma pantufa….

h1

Pesto, Queijo de Cabra, Maçã….

setembro 24, 2007

No casamento de nossos primos Lule e Cat, no mês de agosto deste ano de 2007, lá na casa de Trude, Claudinha e Silvinha, tinha, entre tantos outros quitutes, um daqueles sanduiches frios, feitos com pão de caixa cortado em fatias longas e horizontais…. era simplesmente o pipoco! A receita foi criada por Trude e o diferencial é que, ao invés de usar maionese para cobrir todo o pão, usa-se pesto…. Fica delicioso! E não é só este o segredo do sucesso!

Sábado passado, peguei a receita com ela e, junto com meus auxiliares de cozinha, Tiago e Rosinha, ao som de otto, pedro miranda e secos e molhados, com umas cervas geladas, fiz o pão para levar para casa de Ana e Lula, onde rolou uma prévia para festinha do Eu Acho é Pouco. O pão fez sucesso! Vamos à receita..

Compra pão de caixa, já cortado especialmente para este tipo de “sanduba”. As camadas de recheios, entre as fatias, são de pesto, maçã cozida e queijo de cabra. Para o Pesto: 60gr de manjericão, só as folhas; 120 ml de azeite; 2 dentes de alho amassados; 2 col. sopa de pignoli ou castanha do pará (triturada) (usei a nossa brazilian nut); e 1 col. chá de sal.  Bate tudo no liquidificador. Depois, acrescenta 45 gr de manteiga derretida e 50gr de parmesão ralado na hora, mexe e está pronto (Se quiser fazer mais pesto do que o necessário para receita, pode congelar na boa, só é deixar para acrescentar estes 2 ingredientes finais quando for usar).

Outro recheio é de maçã: a argentina, segundo Trude, é melhor, pois a nacional é mais aquosa.  Eu usei umas 3 maçãs, salvo engano. Corta em fatias finas e sem casca. Unta um tabuleiro com manteiga e coloca as fatias.Por cima, salpica manteiga em pedacinhos  e leva ao forno ou fogo, até que cozinhe. O resultado é meio um doce de maçã, o tabuleiro, aliás,  fica com um caramelo no fundo. As maçãs não chegam a se desmanchar. Algumas, ficaram bem moles e outras, por sua vez, já meio tostadinhas.

O terceiro e último recheio é de queijo de cabra. Usamos mais ou menos 250gr. Machuca e amolece com requeijão comum, quase um copo todo.

Com os 3 recheios prontos, começa a montagem. Forrei o prato com folhas de rúcula, que ficaram meio que saindo para os lados da travessa e fui colocando as fatias do pão em cima. Antes, umedece uma a uma no leite com sal e pimenta. Coloquei os recheios na ordem pesto, maçã e queijo de cabra. Nas camadas com o queijo, ainda coloquei pedacinhos de nozes. A última camada tem que ser de pesto, que, aliás, é a cobertura do pão todo, inclusive para as laterais.  Para finalizar, joguei o restante das nozes.

Antes de servir, deixa na geladeira. O pesto escurecerá, é inevitável, pois oxida quase que imediatamente.

 Bom apetite!

Sandra