h1

Iogurte

novembro 6, 2008

iogurteFaz tempo que a minha família faz seu próprio iogurte.

Não sei de quem é a receita, nem quem começou a fazer, mas sei que esta receita é feita na casa dos meus pais, na casa de minhas tias e, também que, na temporada de verão familiar em Candeias, sempre tem iogurte pra todo mundo.

Aqui em casa resolvemos começar a fazer, seguindo a mesma receita, que, aliás, é super fácil de preparar. Fazemos sempre à noite, antes de dormir.

Ingredientes:

1 litro de leite

1 copo de iogurte natural (consistência firme)

4 colheres de sopa de leite em pó

Os ingredientes podem ser integral ou desnatado. Eu uso os desnatados.

Modo de fazer: Coloca o leite no fogo até ferver e depois deixa esfriaando até ficar morno. Em seguida, mistura tudo no liquidificador por um tempinho, até ficar homogêneo. Separa em copos, cobre com papel laminado e deixa descansar por uma noite. O ideal é deixar num local seco e não arejado, dispensa ou forno, por exemplo. Pela manhã, verifique a consistência e, se estiver firme, a receita deu certo. Coloque na geladeira para conservar e coma geladinho.

Use sua imaginação na hora de servir, utilize outros ingredientes, como geléia, granola ou nescafé; ou use como um molho para salada, misturado com sal, azeite e pimenta do reino.

Quando resolvi postar essa receita, procurei a origem do iogurte. Coloquei abaixo a definição do Wikipédia.

Aproveitem,

Bolo    

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O iogurte (do turco yoğurt, pronúncia [jɔˈurt], do adjetivo yoğun, “denso” ou “tornar denso”) é uma forma de leite em que o açúcar (a lactose) foi transformado em ácido láctico, por fermentação bacteriana[1]. É um líquido espesso, branco e levemente ácido, muito nutritivo e, por essa razão, muitas vezes é servido e mesmo vendido misturado com frutas, chocolate ou outro tipo de adoçante.

O iogurte é um alimento que tem origem nos Balcãs e, tal como outros produtos derivados do leite fermentado, como o leben árabe, o koumis russo, o jugurt turco ou o kefir caucasiano, remontam a milhares de anos atrás.

No entanto, a sua comercialização teve início a partir da constatação feita pelo médico Ilya Ilyich Mechnikov, premiado com o Nobel da Fisiologia ou Medicina em 1908.

O iogurte além de poder aumentar a longevidade, possui outras benéficas propriedades nutricionais, graças aos fermentos lácteos, como o Lactobacillus bulgaricus e o Streptococcus termophilus, aos quais se juntam o leite, depois de homogeneizado e pasteurizado. Devido ao facto de ser obtido mediante fermentação láctea, o iogurte é muito fácil de digerir, o que o torna o produto ideal para pessoas com problemas gastrointestinais. Contudo, não se esgotam aqui os benefícios deste alimento. Por exemplo o seu consumo regula o sistema imunológico, sem esquecer que se trata de uma excelente fonte de cálcio e, como tal, a sua ingestão é uma fonte de ajuda no crescimento das crianças.

8 comentários

  1. E este iogurte caseiro é muito melhor do que os naturais industrializados, tanto a consistência, que é mais cremosa, quanto o gosto em si!


  2. Bolo, faz tempo que eu não acerto a receita aqui em casa, alias faz tempo que eu nem tento. Me dei conta que eu estava colocando menos leite em pó. Vou testar novamente.
    Beijos, Paulinha.


  3. Paulinha,
    Testa e depois diz como ficou.
    Beijo.


  4. Feito, provado e aprovado.
    Abraços
    Vanessa


  5. Oi Bolo, interessante a receita do iogurte testarei!🙂
    Quanto a origem do iogurte existe uma controvérsia, os gregos dizem que ele surgiu na Grécia e os turcos atestam que ele apareceu na Turquia. O fato é não se sabe ao certo se ele foi inventado na região dos Bálcãs ou introduzidos pelos Otomanos, vindos da Ásia Menor, que ocuparam aquela região durante mais ou menos 600 anos. O que podemos afirmar com segurança é que o iogurte chegou na França pelas mãos dos turcos graças aos problemas digestivos de François Primeiro. Sem achar solução para o seu problema, François pediu ajuda ao Sultão Otomano, este logo lhe enviou um médico vindo de Istambul que o curou usando leite de ovelha fermentado. Bem, mudando de assunto pois o blog não é sobre a geopolítica dos alimentos mas sim sobre cozinha, o seu post me lembrou uma bebida turca deliciosa e refrescante o Ayram. Ele é feito a base de iogurte, sal e água e consumido durante as refeições acompanhando os pratos a base de carnes e legumes. Parece estranho mas é muito bom, os turcos sempre bebem isto o tempo todo.

    Bem tentarei postar para você uma receita com iogurte que aprendi com os gregos o: Tzatziki que vai muito bem com o nosso churrasco.
    abraço
    Rebeca


  6. rebeca,
    ontem, num curta que a gente assistiu (inspirado, aliás, em Ceó), tinha esta bebida turca, o ayram!
    beijo
    sandra


  7. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!
    “inspirado em Ceó” é muito bom!
    bj.


  8. Oi Rebeca,
    Legal que você gostou da receita. Testa e diz como ficou aqui no blog.
    Esse teu comentário foi uma verdadeira aula de história da culinária.
    Fiquei curioso para experimentar o Ayram e o Tzatziki. Vou ficar esperando os posts.
    Abraço e continua nos visitando.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: