h1

SORVETE FLAVINHA

agosto 13, 2008

Estávamos eu e Tiago no rio, na casa de flavinha, ainda no tempo do largo dos leões, em humaitá, quando rolou um jantarzinho numa das noites de nossa estada… Na verdade, se nao me falha minha seqüelada memória, este jantar ocorreu na casa de marquinhos e era o aniversario de tiago, 17 de setembro de 2000 e alguma coisa.

Tiago fez uma picanha e flavinha levou esta sobremesa que marcou a noite. Tava simplesmente divina! Depois, aqui no Recife, repeti algumas vezes a receita que ela me ensinou. Lembro que Ana tambem anotou e repassou esta sobremesa.

É simples demais, leva:

– sorvete de creme, que pode ser o de creme puro ou aquele CADORO, que ja vem com uns crocantezinhos no meio do sorvete de creme;

– doce de leite cremoso; e

– amêndoas (ou castanhas de caju) em laminas grossas, tostadas no forno.

Para montar, é preciso deixar o sorvete amolecer um pouco e, num pirex meio fundo, intercala generosas camadas de sorvete com outras irregulares (uns nacos) de doce de leite e amêndoas salpicadas, e segue assim ate o final. Para um pote grande de sorvete de creme, coloco, no minimo, uma lata das de leite condensado de doce de leite cremoso. Pode ser daqueles doces de leite que se faz com leite condensado, um bom doce de leite pastoso industrializado ou até mesmo, para os que têm mais munheca, um bom doce de leite caseiro! 

A quantidade de amêndoas é totalmente aleatória….

A última camada deve ser de sorvete mas, para ficar mais bonito, vale deixar umas rajadas aparentes do doce de leite e salpicar as amendoas (ou castanhas) por cima. Depois, leva ao congelador e serve normalmente como qualquer sorvete, muito embora este nao seja messsssmo um sorvete qualquer!  

Apesar de super fácil de fazer, o que, de mais a mais, é ótimo, ele faz a maior fita!

BJS

SANDRA

12 comentários

  1. nossa, e eu que já comecei a viajar nisso..
    dá pra colocar geleias variadas no lugar do doce de leite, com outros tipos de nozes, rola castanha de caju ou pinholes.. hummm


  2. dá-lhe, Rosinha!!!


  3. Este é justamente o espírito da receita e do nacozinha… MASSA!
    Colocar castanhas, por ex., foi uma alteração que fiz apenas na segunda vez em que preparei o sorvete.
    BEIJÃO e SAUDADES,
    sandra

    PS. ROSINHA,
    comam a FABADA!


  4. Sandra já fez algumas vezes aqui em casa e,invariavelmente, terminávamos o jantar, comendo o sorvete direto do pirex, junto com amigos como Berna.
    Bolo


  5. Hum, parece delicioso… Vocês têm receita de doce de leite caseiro?


  6. Vanessa,
    Não temos receita de doce de leite caseiro. Faz essa receita do sorvete, utilizando um doce de leite industrializado mesmo. O importante é que ele seja cremoso.
    Valeu pela visita e continue comentando.
    Abraço,
    Bolo


  7. Essa sobremesa é um perigo! Fiz sexta passada, com doce de leite industrializado, que não sei nem qual era a marca, e sorvete de creme que tb não lembro a marca (sandra disse que foi uma falha e parece que o melhor é da Cadoro, que nem conheço)e amêndoas com casca, que ficaram com gosto de amendoin depois de torradas. Mesmo com todos esses poréns, ficou bom, ficou bom demais!


  8. eita, saiu em nome de paulinha, mas fui eu.
    tati


  9. Vanessa,
    Eu nunca fiz doce de leite caseiro….sei que minha mae faz mas nao consegui pegar a receita com ela…
    Vi no blog nocalordofogao uma receita que eh assim
    Ingredientes:

    1 litro de leite tipo A (integral, bem gordo)
    220g de açúcar
    1/2 colher (chá) de sal
    1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

    Modo de preparo:
    Leve todos os ingredientes ao fogo em uma panela média, de fundo grosso. A escolha desse tipo de panela tem dois motivos: primeiro, o leite ferve e sobe durante o processo. E você não quer sujar o fogão, quer? Segundo, panela de fundo fino esquenta rápido demais – você corre o risco de queimar o doce antes que ele fique pronto.

    Misture bem os ingredientes com uma colher de pau – a minha tinha um furo no meio, o que ajudou muito, pois evitou que o doce formasse espuma (leite gordo espuma bastante). Tudo bem misturadinho? Pois é agora que o exercício de fé começa. Vá mexendo sempre até dar o ponto desejado (é bom lembrar que o doce engrossa um pouco depois que esfria).

    Depois é só esperar esfriar um pouco e saborear! Espere esfriar, senão você se queima que nem a esganada aqui. Rende pouco – dois potes pequenos.

    Ah, se quiser um gostinho argentino, faça como a Laila e acrescente uma favinha de baunilha no preparo, ou um pouquinho de essência de baunilha ou de açúcar vanille!

    No terra.com.br,achei a receita de doce de leite argentino e,pelo visto, a diferenca eh mesmo a baunilha
    http://culinaria.terra.com.br/receita/0,34950,OI4788-EI36,00.html

    Sandra


  10. tati,
    dos que vendem no bompreco, o sorvete de creme que eu prefiro eh o da nestle…
    ou entao o kibon normal ou kibon carte dor creme crocante.
    o jantar, como de costume, estava delis!
    sandra


  11. Obrigada!


  12. porque não tem as receitas dos doces de comportas?



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: