h1

RISOTO DE BACALHAU

janeiro 24, 2008

Esta receita é delis e super fácil… É básica de risoto de bacalhau e acho que é de Andréa Galiza, mas não tenho certeza, só sei que já fizemos algumas vezes, até com bacalhau do tipo Saithe mesmo e fica sempre bom. Logicamente que, qto melhor o bacalhau, melhor sairá o prato, mas talvez usar uma linda posta alta de bacalhau do porto num risoto seja uma loucura! Ou não!?! Aliás, Ave Maria, eu amo bacalhau, de todo jeito, de bolinho (seja o da portuguesa de garanhuns, o do bragantino, qualquer um e o melhor de todos, o do pavão azul, em copacabana) à posta alta, passando por este risoto!


Por falar nisto, eu lembro de uma discussão sobre a origem e, finalmente, sobre o que danado é o bacalhau, uma época dessas aí… Não sei mais quem estava, só lembro mesmo de Adriana e Ricardo. Seria um peixe específico, alguns peixes salgados, etc? Não lembro a opinião de todos e a conclusão (?), mas, agora, pesquisando, vi que existe sim O peixe mor (transformado em) BACALHAU, cujo nome científico é (Cod) Gadus Morhua, que habita ou habitava  :(  o Atlântico Norte…

 tipo_cod.jpg

cod.jpg

Mas quatro outros peixes também são transformados em “bacalhau”:

saithe_t.jpg

tusk_t.jpg

macro_t.jpg

ling_t.jpg

Bem, para a receita, o arroz é arbóreo e, em média, eu conto 1 kg para umas 9 pessoas. Para cada 1kg de arroz, uns 600 g de bacalhau. Para tirar o sal do bicho, deixa de molho em água fria, põe na geladeira por umas 24 horas e troca a água umas 4 vezes, no mínimo.


Fora o bacalhau e o arroz, a receita também leva: 2 cebolas médias bem picadas; 1/3 de xícara de azeite; ¼ de xícara de suco de limão; ¼ de xícara de salsinha picada; 1/ ½ litro de leite; e sal.


Para fazer, lava o baca em água corrente, escorre, tira a pele e espinhas e corta o em lascas de uns 5 cm. Daí, frita a cebola no azeite, em fogo médio até murchar. Junta o arroz e refoga por 1 minuto. Acrescenta o bacalhau, o suco de limão, a salsinha, a metade do leite e mistura bemmmm. Cozinha, mexendo de vez em quando, até o arroz absorver todo o líquido. Adicione o leite restante e deixa no fogo até o arroz ficar macio, mas al dente. Se precisar, adicione mais leite, pois no final do cozimento o risoto deve ficar úmido. Verifique o sal. Misture e sirva bem quente, fumegando!


BOM APETITE!

Sandra

6 comentários

  1. Vale a pena registrar que se trata do nosso cardápio do domingo de Carnaval!!!


  2. Preazada Sandra
    Preparo uma receita bem parecida com esta sua e a unica diferença é que, no final, um pouco antes do cozimento, coloco creme de leite fresco…
    Fica ótimo!
    Parabéns pelo blog,
    Andréa


  3. Segundo Ana, essa receita é da Cláudia, a revista. Mas eu conheci by Andréa e prefiro creditar o sucesso, nesses casos, a quem executa, afinal de contas, sempre se dá uma bulidinha e, aí, já é outra receita. Andréa se garante nessse e em outros pratos. (e Marquinhos também, a propósito!)
    tati


  4. Confesso que depois de morar em postugal descobri que não sou tão fã de bacalhau. A excessão de uma boa posta alta grelhada com bastante azeite e este rizoto aí…🙂


  5. Pôxa!

    Valeu tati, pela força gastronômica! De fato a receita é da Cláudia, mas eu aprendi com Marquinhos, que, acredito, já não devia fazer mesmo totalmente igual ao livro.

    Bjs
    Andréa


  6. […] RISOTO DE BACALHAU […]



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: