h1

Risoto de Camarão

outubro 15, 2007
Faz alguns anos que, juntamente com grandes amigas encontradas no escritório ADC, participo de um encontro de fim de ano restrito a mulheres, mulheres muito amigas.
Já teve de tudo, até uma invasão masculina!
z8.JPG
Confesso não lembrar onde foi no primeiro ano, mas pode ser que alguééééééémmmmm tenha a memória melhor do que a minha e traga esta informação mais adiante aqui no blog… Só sei que começamos em bares e restaurantes, mas, depois, percebemos que os locais públicos não mais nos comportavam e migramos para nossas residências.
birosca.jpg
Em Serrambi, foi maravilhoso e estas lindas fotos abaixo estão aí para confirmar.
 helena.jpg

 gisela-sandra-e-helena.JPG

 Helena mandou muito bem no churrasco e Larissa fez confissões inesperadas!

                                

sandra-serrambi.jpg

Na passagem por Porto de Galinhas, uma arrebatadora (!) demonstração de dons de patisserie!!
                                                             

all-girls.jpg

Depois, nos estabelecemos na capital e, desde então, o risoto de camarão se juntou ao grupo…Há 3 anos que ele está lá, firme e forte, ou melhor, gostoso e suculento, imbatível na hora do jantar e também na do café da manhã que se segue! Inicialmente, no primeiro ano do camarão, usamos a deliciosa receita cedida por Tati Mariz, que foi elaborada por nós todas e apreciada juntamente com vinhos e O vinho sangue de boi de Serjão, ou melhor, um garrafão de 3 litros de Tapada dos Coelheiros Garrafeira 1999…

img_5190.JPG
Esse vinho, aliás, é um capítulo à parte, pois, naquela noite de dezembro de 2005, só não chamamos o mesmo de bonito, desprezamos o garrafão, deixando o “pobrinho” de lado….  Até que só ele restava e, então,  partimos para a máxima: se só tem tu, vai tu mesmo! Tempos depois, qual não foi a nossa e-n-o-r-m-e surpresa, ao descobrirmos que uma mera garrafinha de 750ml, custa uns 200 reais em SP…. Aliás, na revista gula, ele está assim descrito:
“Frutado imenso e compacto, evoca morangos maduros, cerejas, ginjas. Superestruturado, taninos não-agressivos, mas bem presentes. Muito longo na boca. Vinho para tirar o fôlego e também o chapéu, uma obra-prima. É o Alentejo no apogeu de sua força”.
E a gente naquela de deixá-lo para o final de tudo, quando tomar capelinha ou algo que o valha não faria mais tanta diferença…. Meu Deussssss, quanta ignorância.

img_5182.JPG

Bem, no ano seguinte, resolvemos ousar, ousar para valer. Assim, firmes neste propósito inovador, mudamos…… mudamos a receita do risoto de camarão, só a receita (e nada de sunga branca!).  A confra foi na minha casa, imediatamente antes de partir para o (merecido) final de ano em carneiros…. A receita foi feita com muitas mãos e pouco sal,  que, aliás, foi sumária e literalmente esquecido, mas mesmo assim  o novíssimo risoto de camarão estava muito bom! Depois da escola de samba literamente passar pela sala….

foto2007h.jpg

a gente foi para cozinha

foto2007d1.jpg

foto2007c.jpg

 e o bicho saiu, flambamos, provamos, aprovamos e repetimos (de novo) no café da manhã! Maravilha!
Bem, a base desta receita é do cozinheiro Sérgio Arno… Depois de algumas modificações, ela ficou assim:

Fumê de Camarão

3 colheres de sopa de manteiga
cabeças e cascas de camarões
½ cebola ralada
½ cenoura
½ salsão
6 cravos da índia
Uns pedaços de canela em pau (este é o toque diferencial neste caldo!!!)
20 grãos de pimenta do reino
1 copo de vinho branco seco
2 litros de água
sal
Coloca p/ refogar por 10 minutos a manteiga com as cascas, cabeças, cebola, cenoura, salsão, cravos, canela, pimenta. Depois, coloca o vinho e deixa evaporar. Junta a água e cozinha por 30 minutos. Coa e reserva. Na última vez, acrescentei hortelã e outra erva fresca ao caldo…

 

Risoto (4 pessoas)

4 colheres de sopa de manteiga
1 cebola picada
400 gr de arroz arbóreo
2 copos de vinho branco seco
2 latas de tomate inteiro e pelado
Fumê
6 dentes de alho triturados
½ kg de camarões médios limpos, sendo metade (os menores) picados e os maiores inteiros
250 ml de conhaque
15 gotas de tabasco
1 xícara de chá de creme de leite fresco
4 colheres de sopa de parmesão ralado
Erva fresca para decorar
Numa panela, coloca metade da manteiga a cebola e o arroz e refoga por 5 minutos. Junta o vinho e deixa evaporar. Acrescenta o tomate com o todo o molho dele próprio, que vem na lata, e, se necessário (que, provavelmente, não será), um pouco do fumê, o suficiente para cobrir o arroz. Deixa ferver e abaixa o fogo. Mexendo sempre, vai colocando mais fumê a medida que for secando.
À parte, coloca numa frigideira 1 colher de sopa de manteiga, alho e os camarões. Refoga por 2 minutos mais ou menos Acrescenta o conhaque e flamba. Junta esta mistura ao risoto, que deverá já estar perto do ponto de cozimento.
Acrescenta o tabasco e continua mexendo. Se necessário, junta mais fumê.
Quando estiver praticamente pronto, coloca o creme de leite, espera secar um pouco, junta o parmesão, apaga o fogo e finaliza com o resto da manteiga (que dará um brilho). Mistura bem, decora e serve.
Sandra

13 comentários

  1. Essas gostam de uma farra boa.
    Bolo


  2. Hum, parece bom mesmo. Com é isto do brilho?


  3. 😀

    vou testar nesse domingo na confraria! semana que vem digo como me saí nesta empreitada.

    e o risoto como café da manhã é mesmo o que há!

    :**


  4. Sandy, quando vai ter esse risoto pros homens?


  5. Larissa
    Depois, quero saber como se saiu fazendo a receita para os 16 (!) confrades!
    Aguardo!

    Ceo,
    Se vc fizer alguma performance ou coisa que o valha, permitimos a sua presença e repetimos, na boa, a receita este ano na confra.

    Juca,
    Não sei se te conheço, mas, enfim, esta dica da manteiga no final eu aprendi com minha mãe, aliás, recentemente formada em Gastronomia..🙂, e o toque final é justamente p/ o arroz ficar com mais brilho, devido ao derretimento da manteiga!

    Bjs
    Sandy


  6. podem escolher a performance


  7. O pior é que eu não me lembro de nada dessa última confra (pelo menos da receita)!!!
    E olha que tem até foto minha mexendo a panela…
    Meu Deus!!
    Acho que flambamos meu cérebro tb
    Lembro sim da escola de samba, com porta estandarte e tudo!
    E que danado é fumê hein???
    Bjs
    Helena


  8. Fumê = caldo!🙂


  9. Oi Sandra!
    Adorei o post!
    Mas eu estou mesmo interessada numa “mulher de blogueiro” disposta à escrever um relato sobre o marido no meu blog! Afinal, você é a única que pode provar que lugar de homen é Na Cozinha!
    Desde já você está convidada, ok?
    Ah! Adorei o macaron feito por sua mãe, é tudo de bom!
    Mil beijos e aguardo sua resposta!
    Para melhores informações, dá uma olhada no meu blog: http://www.mulherdeblogueiro.com


  10. Olá…
    Posso escrever sim no post..
    Onde vc comeu dos macarons?!
    Fiquei curiosa!
    Sandra

    ps. querendo +, é só falar!


  11. Oi Sandra, ficarei esperando seu texto!
    Comi dos macarons no meu studio (pilates), o Tiago levou para eu e minha sócia experimentar, é realmente muito bom!
    Mil beijos!


  12. Oi
    Perdão, não me dei conta na hora, mas, depois, Tiago me falou dos macarons que levou p/ o pilates!
    Sandra


  13. […] Risoto de Camarão […]



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: